quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Angola: 36º Ano da Independência.

Embaixada de Angola em Brasília comemorou o 36º Aniversário da Independência


Embaixador Nelson Cosme


Para comemorar o 36º aniversário da Independência de Angola, além dos diversos eventos, o embaixador Nelson Cosme ressaltou, em Brasília, os progressos alcançados no seu país no processo de reconciliação nacional e de consolidação da paz e do aprofundamento do sistema democrático no país. No último dia 11, a autoridade angolana abriu as portas da residência oficial para uma receber convidados e participantes do Seminário Internacional organizado pela UNB com apoio do Ministério da Cultura, que teve como tema: “Em torno de Angola – Narrativas, Identidades e as Conexões Atlânticas”. Na requintada noite, animada por Martinho da Vila e os ritmistas da Vila Isabel – que terá como enredo em 2012 o país africano -a professora de história da UnB Selma Pantoja lançou o livro “Uma antiga Civilização”.

Na sua fala durante a recepção oferecida na Embaixada de Angola em Brasilia pela passagem dos 36 anos da Independência Nacional do seu país, Nelson Cosme realçou também os passos dados na “promoção da igualdade do gênero que hoje apresenta a ocupação por mulheres de 39% de lugares no parlamento.

Segundo o diplomata, as mulheres ocupam também cargos ministeriais no Executivo, na diplomacia e na Magistratura Judicial.

Sobre as relações com o Brasil depois de se referir aos laços históricos e de consanguinidade existentes entre os dois países, o embaixador destacou o fato de Angola ser o principal mercado de investimentos do Brasil no Continente Africano com mais de US$ quatro bilhões.

Angola, que é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil no continente, também tem investimentos no Brasil, onde opera a petrolífera angolana SONANGOL com a sua subsidiária, Sonangol StarFish em várias regiões do Brasil como Santos, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Angola também está presente no Brasil com a empresa aérea TAAG que realiza cinco freqüências semanais entre Luanda/Rio de Janeiro e Luanda/São Paulo, transportando semanalmente cerca de 700 passageiros.

Na recepção oferecida pelo embaixador Nelson Cosme estiveram presentes membros do Governo brasileiro, senadores, deputados, diplomatas, empresários, jornalistas e outras personalidades da sociedade civil brasileira.

As festividades em Brasília se encerraram, na noite do dia 12, com um encontro realizado no Clube Naval, com a comunidade angolana residente no Distrito Federal.

Antonio Lucio: Diretor do BUREAU POLCOMUNE, Articulista, Colunista e Blogueiro do PORTAL ÁFRICAS.